Caminhada das Cinzas ao Pentecostes 2018

Propomos a todos, famílias, paróquias, comunidades religiosas, instituições, escolas católicas, movimentos e associações, uma caminhada diocesana para os tempos litúrgicos que vivemos, entre as Cinzas e o Pentecostes, como oportunidade de dinamização pastoral e de exercício espiritual, que é sempre, e simultaneamente, de descida e de subida, como o revela o dinamismo da Cruz, onde Jesus é humilhado e ao mesmo tempo exaltado.

A escada, imagem da Cruz, pela qual chegamos ao Céu, segundo Santa Rosa de Lima, permite-nos visualizar este caminho do amor de Deus, descendo e subindo os seus diversos degraus.

>> Ler mais

>> Leia aqui a MENSAGEM DO SANTO PADRE PARA A QUARESMA 2018

1.º Domingo
da Quaresma

O amor é paciente

Sou capaz de aceitar o ritmo, o feitio e o modo de ser dos outros? Ou perco a paciência com a lentidão e o jeito de ser dos que me rodeiam?

PRECE
Pelas vezes que nos colocámos no centro do mundo e impusemos a nossa vontade aos outros, Senhor, tende piedade de nós.
Pelas vezes que reagimos com agressividade, ira e azedume para com os irmãos, Cristo, tende piedade de nós.
Pelas vezes que não aceitámos os outros na sua maneira singular de ser e agir, Senhor, tende piedade de nós.

2.º Domingo
da Quaresma

O amor não procura o seu próprio interesse

Amo a todos sem exceção? Ou vivo no reino da utilidade?

PRECE
Pelas vezes que fomos egoístas, sem capacidade de nos colocarmos ao serviço dos irmãos,Senhor, tende piedade de nós.
Pelas vezes que só amámos os que que nos agradam ou nos são úteis, Cristo, tende piedade de nós.
Pelas vezes que ficámos reféns do reino da utilidade e de uma vontade sem amor, Senhor, tende piedade de nós.

3.º Domingo
da Quaresma

O amor não é invejoso

Sou capaz de dar o meu tempo, o meu saber, os meus bens? Ou fico perturbado(a) com a riqueza e o sucesso dos outros?

PRECE
Pelas vezes que sentimos desgosto pelo bem e sucesso dos outros, Senhor, tende piedade de nós.
Pelas vezes que nos concentrámos exclusivamente no nosso bem-estar e não fomos capazes de partilhar, Cristo, tende piedade de nós.
Pelas vezes que por inveja destruímos o bom nome dos irmãos, Senhor, tende piedade de nós.

4.º Domingo
da Quaresma

O amor é amável

Sou simpático(a) e afável para com todos? Ou sou rude, inconveniente e duro(a) no trato com os outros?

PRECE
Pelas vezes que não fomos capazes de assumir as alegrias e tristezas dos outros, Senhor, tende piedade de nós.
Pelas vezes que não fomos capazes de incentivar, fortalecer e consolar os irmãos, Cristo, tende piedade de nós.
Pelas vezes que usámos palavras ásperas que feriram e desanimaram os irmãos, Senhor, tende piedade de nós.

5.º Domingo
da Quaresma

O amor não é arrogante nem orgulhoso

Sou humilde? Ou julgo-me superior aos outros e só falo de mim mesmo(a)?

PRECE
Pelas vezes que nos julgámos superiores aos outros, Senhor, tende piedade de nós.
Pelas vezes que fomos indiferentes para com aqueles que sofrem e passam necessidades, Cristo, tende piedade de nós.
Pelas vezes que fomos arrogantes e humilhámos os irmãos, Senhor, tende piedade de nós.

6.º Domingo
da Quaresma

O amor tudo suporta

Aceito com serenidade e um sorriso todas as contrariedades da vida? Ou sou incapaz de suportar qualquer dor, desgosto ou sacrifício?

PRECE
Pelas vezes que nos deixámos dominar pelo ressentimento, pelo desprezo das pessoas e pela vingança, Senhor, tende piedade de nós.
Pelas vezes que respondemos à violência com outra violência e à injustiça com outra injustiça, Cristo, tende piedade de nós.
Pelas vezes que as afrontas e incompreensões dos outros tornaram o nosso coração fechado e insensível à dor dos irmãos, Senhor, tende piedade de nós.

 

Partilha

 

Catequese da Boavista

Site da Catequese da Paróquia da Nossa Senhora da Boavista.

Grupo de Acólitos

Site do Grupo de Acólitos da Paróquia da Nossa Senhora da Boavista.

Diocese do Porto

Site da Diocese do Porto.